quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Janelas Abertas



Sim 
Eu poderia fugir, meu amor 
Eu poderia partir 
Sem dizer pra onde vou 
Nem se devo voltar

Sim 
Eu poderia morrer de dor 
Eu poderia morrer 
E me serenizar

Ah 
Eu poderia ficar sempre assim 
Como uma casa sombria 
Uma casa vazia 
Sem luz nem calor

Mas 
Quero as janelas abrir 
Para que o sol possa vir iluminar nosso amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário