domingo, 8 de janeiro de 2012

Baudelaire e o vinho

By Nasha Gil



"Profundos prazeres do vinho, quem não os conhece? Quem quer que tenha tido um remorso a aplacar, uma lembrança a evocar, uma dor a esquecer, um castelo na Espanha a construir, todos enfim já o evocaram, deus misterioso escondido nas fibras da videira."

"Muitas pessoas dirão que sou indulgente. 'Você inocenta a embriaguez!' Isso dirão os imbecis ou hipócritas; imbecis, isto é, homens que não conhecem nem a natureza nem a humanidade, artistas que recusam os meios da arte, operários que blasfemam contra a mecânica - hipócritas, isto é, comilões reprimidos, impostores da sobriedade, que bebem sozinho e tem algum vício oculto. Um homem que só bebe água tem um segredo a esconder de seus semelhantes."
Charles Baudelaire 


Para conhecer um pouco mais dos trabalhos de Nasha Gil clique aqui .

Um comentário:

  1. Quando estamos apreciando um bom vinho nos conectamos com os "deuses".

    ResponderExcluir