quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

A verdade proibida

[...] ora, me dê licença, meu caro, deixa eu passar. 
Sou sério e honesto e se não digo a verdade é porque esta é proibida. 
Eu não aplico o proibido...


Clarice in: Um sopre de vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário