quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Você também já deu sua espiadinha.



Estranha, deveras perigosa essa curiosidade que as “rivais” despertam umas nas outras, pois assim nos vemos quando cruzamos o caminho uma da outra por intermédio deles.
Seja realmente uma amante, uma ex, uma amiga ou qualquer que se aproxime dele (que consideramos nossa propriedade) que não seja sua mãe, sua irmã nossa mãe e nossa irmã.
Queremos saber como se veste, o que faz, o que pensa, qual o grau de intelecto e principalmente os atributos físicos da outra. 
O famoso reconhecimento de área.
Depois de conhecer o “inimigo” inicia-se a guerra das vaidades, que se, uma das partes não for mais tranquila, acaba sempre em baixaria das feias.
Mas homens, não se enganem, vocês apenas nos apresentam, depois passam a ser meros coadjuvantes nessa disputa.
Não brigamos por vocês, não lutamos por vocês.
Lutamos por nos, por nossa vaidade, nosso orgulho ferido.
Antes ficávamos feito loucas nessa tarefa infame de usurpar do homem o currículo completo da dita cuja. Mas nunca estávamos satisfeitas com as informações coletadas.
 Agora a Internet, nos “facilitou” a vida, as redes sociais são um prato cheio para essa bisbilhotagem doentia.
No Orkut era mais complicado, não podíamos ficar invadindo o perfil da outra sem nos queimar, pois éramos denunciadas pelo incomodo aplicativo chamado visitantes de perfil.
Agora no Facebook estamos no paraíso, o Livro de Caras chegou como uma grande arma de espionagem, que na maioria das vezes usamos contra nós mesmas atirando nos próprios pés.
E como vasculhamos a vida da fulana (geralmente esse é o tom menos pejorativo usado), às vezes nos sentimos bem, às vezes saímos arrasadas.
Mas a espiadela diária é sagrada. Vira uma espécie de paixão. Felizmente como toda paixão tem um fim, e um belo dia nosso interesse por ela desaparece...
E que atire a primeira pedra quem nunca teve essa curiosidade.
Ai!
Ei meninas era só uma pedrinha
Sei que essas verdades femininas não se conta, mas não resisti...

Nenhum comentário:

Postar um comentário