quinta-feira, 31 de maio de 2012

Dispenso os que se economizam


‎"Não quero os amores mudos, que poupam expressões. 
Sou adepta dos telefonemas fora de hora com todos ou nenhum motivo pra acontecer, do cuidado cotidiano, do ócio compartilhado, dos beijos, abraços e amassos desavisados, não como selantes de uma briga mas como partes dela, contraditoriamente etapas de um confronto. 
Afetos e afagos em banco de praça, acampamento no meio da sala, dança improvisada. 
Declarações imprevisíveis, inéditas, impensáveis até pelo próprio fomentador, traído pelo coração tagarela. 
Dispenso os que se economizam."


segunda-feira, 28 de maio de 2012

Fui eu que mudei?


Produziu-se pois uma mudança durante estas últimas semanas. Mas onde? uma
mudança que não se fixa em sítio nenhum. Fui eu que mudei? Se não fui, então foi
este quarto, esta cidade, esta natureza; é preciso escolher.
Acho que fui eu que mudei: é a solução mais simples. E mais desagradável também.
Mas, enfim, tenho de reconhecer que sou sujeito a estas transformações súbitas.
Sucede que só muito raras vezes penso; assim uma infinidade de pequenas
metamorfoses vai-se acumulando em mim sem eu dar por isso. e depois, um belo
dia, produz-se uma verdadeira revolução. Foi o que deu à minha vida estes
solavancos, este aspecto incoerente...

Jean-Paul Sartre in: A Náusea

Por vezes é assim



Esta noite estou muito à vontade,
muito burguêsmente instalado no mundo.


JEAN-PAUL SARTRE in: A NÁUSEA

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Alma Perdida



[...]
Tu és, talvez, um sonho que passou,
Que se fundiu na Dor, suavemente...
Talvez sejas a alma, a alma doente
...
Dalguém que quis amar e nunca amou!

Toda a noite choraste... e eu chorei
Talvez porque, ao ouvir-te, adivinhei
Que ninguém é mais triste do que nós!
...
Florbela Espanca

domingo, 13 de maio de 2012

Juntos na Luta Antimanicomial.

Enfermagem em Saúde  Mental
Este vídeo foi criado a fim de demonstrar a importância do profissional Enfermeiro com os cuidados em Saúde Mental articulando a luta antimanicomial. Foi apresentado no Seminário da Semana da Enfermagem no Campus da Universidade Estácio de Sá.


Sobre a Enfermagem


“A enfermagem é uma arte; e para realizá-la como arte, requer uma devoção tão exclusiva, um preparo tão rigoroso, como a obra de qualquer pintor ou escultor; pois o que é o tratar da tela morta ou do frio mármore comparado ao tratar do corpo vivo.
“É uma das artes; poder-se-ia dizer, a mais bela das artes”.

Florence Nighthingale

Austregésilo Carrano Bueno



Morreu em São Paulo, aos 51 anos. Austregésilo Carrano Bueno, era  integrante do Movimento da Luta Antimanicomial, que combate a discriminação e a exclusão social dos doentes mentais, pregando a extinção dos manicômios e a adoção de modelos mais humanos de tratamento psiquiátrico. O autor foi a primeira pessoa no Brasil a mover uma ação indenizatória por erros de diagnóstico, tratamentos torturantes e crimes contra médicos psiquiatras, em 13 de maio de 1998. Autor do Livro "CANTO DOS MALDITOS" que serviu de base para o filme "O Bicho de 7 Cabeças" Carrano escreveu o livro e entrou na justiça, produzindo a primeira ação da história jurídica no Brasil que reivindica indenização por erro médico psiquiátrico. Como que um reflexo da época em que tudo aconteceu (repressão militar), embora mais de vinte anos depois, o autor foi condenado a pagar indenização de 60 mil reais aos donos das clínicas psiquiátricas; em seguida, 1999, prescreveram a ação por pressão de um lobby psiquiátrico; em 2001 teve cassada sua liberdade de expressão - o livro foi retirado das livrarias e sua venda considerada proibida. Uma terceira ação seria julgada em maio do ano passado, proibindo Carrano de citar publicamente os nomes dos hospitais e dos médicos que o "trataram". 

Arnaldo Antunes - Fora de Si Bicho de Sete Cabeças



Gero Camilo da um show de interpretação como o interno Ceará que abre o vídeo acima

O BURACO DO ESPELHO

O buraco do espelho está fechado
 agora eu tenho que ficar aqui
 com um olho aberto, outro acordado
 no lado de lá onde eu caí
 pro lado de cá não tem acesso
 mesmo que me chamem pelo nome
 mesmo que admitam meu regresso
 toda vez que eu vou a porta some
 a janela some na parede
 a palavra de água se dissolve
 na palavra sede, a boca cede
 antes de falar, e não se ouve
 já tentei dormir a noite inteira
 quatro, cinco, seis da madrugada
 vou ficar ali nessa cadeira
 uma orelha alerta, outra ligada
 o buraco do espelho está fechado
 agora eu tenho que ficar agora
 fui pelo abandono abandonado
 aqui dentro do lado de fora

Arnaldo Antunes








É preciso fingir, quem é que não finge nesse mundo? Quem?




É preciso dizer que a mente esta exposta. 
É preciso dizer que não esta com fome. 
É preciso dizer que não esta com dor de dente. 
É preciso dizer que não está com medo.
Se não, não dá. 
O médico jamais me disse que a fome e a pobreza podem levar o individuo ao distúrbio mental. Mas quem não come fica nervoso, quem vê seus parentes sem ter o que comer pode chegar à loucura. 
O desgosto pode levar a loucura. 
Uma morte na família, o abandono de um  grande amor. 
A gente as vezes precisa fingir que é louco sendo louco. 
Fingir que é poeta sendo poeta....

Retirado do Filme o Bicho de 7 Cabeça

Bicho de Sete Cabeças


Eu já tinha visto esse filme há algum tempo, numa madrugada qualquer, com certeza foi impactante. Mas não se compara a emoção que senti vendo-o em minha primeira aula de Psiquiatria.
De repente uma revolta enorme.De tudo.
Principalmente do preconceito, esse mata...
E hoje vou postar um pouco sobre o filme.