terça-feira, 17 de julho de 2012

Fui assaltada



Hoje a realidade me tomou de assalto.
Me roubou as forças.
Cioran disse que o que o ajudava a suportar a vida era a idéia de suicídio,
a certeza que ele poderia interromper a vida quando assim o desejasse, essa idéia fazia-o suportar seus dias.
Eu não tenho esse consolo, pois sei que não teria forças pra isso, um dia abri o pote de Pandora e fui contaminada pelo "última maldição" que havia lá dentro, a esperança. 
E essa não me deixaria por fim nesse suplício que é a vida por vezes.
O terrificante é lembrar que a esperança é a ultima que morre.
Então não me resta nada além de seguir em frente carregando esse fardo o peso e milenaridade das rochas.
Esperar o devir.

Emil Cioran e o flerte com o suicídio

Um comentário:

  1. Te quiero porque tu boca sabe gritar rebeldia. Mario Benedetti

    Mejoras Maria!

    Bezos

    ResponderExcluir