sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Que coisa imbecil, o Amor!



– Resmungou o estudante, afastando-se. 
– Nem vale a utilidade da Lógica, porque não prova nada, está sempre prometendo o que não cumpre e fazendo acreditar em mentiras. Nada tem de prático e como neste século o que vale é a prática, volto à Filosofia e vou estudar metafísica.
Retornou ao quarto, tirou da estante um livro empoeirado e pôs-se a ler...

Oscar Wilde in: O Rouxinol e a Rosa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário