domingo, 16 de setembro de 2012

Estou sofrendo de amor feliz.


Estou sofrendo de amor feliz. Só aparentemente é que isso é contraditório. 
Quando se sente amor, tem-se uma funda ansiedade. 
É como se eu risse e chorasse ao mesmo tempo. 
Sem falar no medo que essa felicidade não dure. 
Preciso ser livre — não aguento a escravidão do amor grande, o amor não me prende tanto. 
Não posso me submeter à pressão do mais forte.

Clarice Lispector in:Um Sopro de Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário